quinta-feira, 29 de julho de 2010

Priscila Roncando

A mandala de sal



É um trabalho impressionante dos monges budistas que fazem as mandalas de sal colorido.

Feitas com o maior cuidado e com a maior dedicação, elas são desmanchadas logo depois de prontas para demonstrar a transitoriedade das coisas na vida, mesmo que elas exijam o maior esforço.

Assim é que nós devemos encarar o dia-a-dia. E sempre prontos para começar tudo de novo, se preciso for.

Perca o referencial de vez em quando.

Saia de sua zona de conforto.

Dê oportunidade ao imprevisível.

Nada é mais certo do que a incerteza.

As coisas têm o valor que nós damos a elas..

"Panta Rei" é uma expressão do pensador Heráclito,

que significa TUDO MUDA (tudo flui, nada persiste) -

e ele usava como metáfora filosófica a idéia de pisar num rio ,

que um milésimo de segundo depois de pisado,

já não era mais feito da mesma água.

Eu aprendi este ensinamento de uma forma bem difícil: na catástrofe de 2008. Teve uma noite em que decidi separar as coisas que eu gostaria de levar caso precisasse sair de casa e ir para um abrigo. Separei tanta coisa que minha cama ficou cheia - meus livros, minhas partituras, meus cds, enfim, as minhas coisas mais preciosas. Resultado: eu não tinha como levar tudo aquilo e comecei a me desesperar porque foi neste momento que percebi tudo o que eu teria que deixar para trás. Se o meu prédio fosse cair, eu teria que sair correndo e levar somente o necessário - todo o resto ficaria. Coisas são coisas - elas vão e vêm e não são o mais importante. Foi uma lição muito forte, que nunca mais esqueci.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

9ª CÃOMINHADA DE BLUMENAU

Data: 29/08 – Domingo

Horário: 8h às 12h

Local: Parque Vila Germânica – em frente ao setor 3

Percurso: Rua Alberto Stein, Rua João Pessoa, Rua 7 de Setembo, Rua Conselheiro Galvão, Rua Humberto de Campos (Angeloni), Rua Alberto Stein.

A Cãominhada de Blumenau está na 9ª Edição e as inscrições vão de 28/07 a 25/08 às 17h.

A novidade é que teremos personais trainers fazendo aquecimento com todos antes da saída da Cãominhada, preservando também a saúde dos proprietários dos cães.

Nessa edição, haverá distribuição de camisetas até a inscrição de nº 450, saco plástico, luva para recolhimento das fezes no percurso e pulseira numerada para o sorteio de brindes para todos.

NÃO ESQUEÇA DE TRAZER O Nº DA SUA INSCRIÇÃO PARA AGILIZAR O TRABALHO NA RECEPÇÃO.

Informações importantes


- Cães de grande porte e de guarda deverão usar focinheira. Cães de guarda são todos os cães que representem algum tipo de ameaça. Todo cão de porte grande pode ser moldado e treinado para isso. Alguns das principais raças são Rottweiler, Pitt Bull, American, Pastor alemão, Dogue alemão, Braco, Bull Terrier, Boxer dentre outras. Para segurança nas ruas o ideal é que cada cão de porte grande utilize a focinheira, pois diante outras pessoas e outros animais os cães podem agir de forma inesperada (Contribuição Paraíso Pet Shop).

Segue a lei abaixo:


LEI Nº 11.096, de 17 de maio de 1999


Procedência - Dep. Onofre Santo Agostini

Natureza - PL 041/99

DO 16.167 de 18/05/99

Fonte - ALESC/Div. Documentação


Estabelece norma para a condução de animais da raça canina, reconhecidamente como cães de guarda, em vias públicas.

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA,

Faço saber a todos os habitantes deste Estado que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1 º Os animais da raça canina, reconhecidamente como cães de guarda, somente poderão transitar em vias públicas devidamente revestidos com focinheira.

Art. 2 º A não observância desta Lei imputará ao proprietário do animal as penalidades previstas na legislação vigente.

Art. 3 º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 4 º Revogam-se as disposições em contrário.

Florianópolis, 17 de maio de 1999

ESPERIDIÃO AMIN HELOU FILHO

Governador do Estado

  • Solicitamos trazer a carteira de vacinação para qualquer emergência;

  • Teremos veterinário de plantão;

  • No percurso da Cãominhada, que será menor devido ao calor, haverá pontos com água;

  • Em caso de chuva cancelaremos o evento.


Atrações:

  • Participação das Ongs: APRABLU e Focinho Feliz;

  • Aquecimento físico antes da Cãominhada;

  • Competição de Agility;

  • Sorteio de brindes.

*CONTRIBUA COM O TRABALHO DAS VOLUNTÁRIAS DA APRABLU DOANDO RAÇÃO E OUTROS PRODUTOS DE NECESSIDADE CANINA.

Entidades apoiadoras: Agroavícola, Paraíso Pet Shop, Royal Canin, Frontline, Printset Pulseiras, Cão Fiel e Matacura, Canil Vitória, Hospital de Clínica Veterinária de Blumenau, Rações Catarinenses, Premier Pet, Habito Natural, Bevilaqua Center, Aprablu e Focinho Feliz.

Entidades envolvidas: Samae, Semus, Sesur, Seterb, Policia Militar, Corpo de Bombeiros, FURB – Curso de Educação Física.

Realização: Parque Vila Germânica – Prefeitura de Blumenau

Como as mulheres interpretam as notícias do futebol - 6 (última)

Pequena livraria sai da crise com ajuda da internet

Li este artigo e achei muito legal - mostra como a tecnologia bem utilizada pode ajudar nos negócios!

Pequena livraria sai da crise com ajuda da internet

terça-feira, 27 de julho de 2010

Postes de luz sem fios

Recebi esta notícia do meu amigo Luis Augusto e compartilho pois achei muito interessante.

POSTE DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA 100% ALIMENTADO POR ENERGIA EÓLICA E SOLAR

Cem por cento limpeza
Por GEVAN OLIVEIRA

Empresário cearense desenvolve o primeiro poste de iluminação pública 100% alimentado por energia eólica e solar.

Não tem mais volta.

As tecnologias limpas são aquelas que não queimam combustível fóssil e serão o futuro do planeta quando o assunto for geração de energia elétrica. E, nessa onda, a produção eólica e solar sai na frente, representando importantes fatias na matriz energética de vários países europeus, como Espanha, Alemanha e Portugal, além dos Estados Unidos. Também está na dianteira quem conseguiu vislumbrar essa realidade, quando havia apenas teorias, e preparou-se para produzir energia sem agredir o meio ambiente. No Ceará, um dos locais no mundo com maior potencial energético (limpo), um "cabeça chata" pretende mostrar que o estado, além de abençoado pela natureza, é capaz de desenvolver tecnologia de ponta.



O professor Pardal cearense é o engenheiro mecânico Fernandes Ximenes, proprietário da Gram-Eollic, empresa que lançou no mercado o primeiro poste de iluminação pública 100% alimentado por energias eólica e solar. Com modelos de 12 e 18 metros de altura (feitos em aço), o que mais chama a atenção no invento, tecnicamente denominado de Produtor Independente de Energia (PIE), é a presença de um avião no topo do poste.


Feito em fibra de carbono e alumínio especial (mesmo material usado em aeronaves comerciais) a peça tem três metros de comprimento e, na realidade, é a peça-chave do poste híbrido. Ximenes diz que o formato de avião não foi escolhido por acaso. A escolha se deve à sua aerodinâmica, que facilita a captura de raios solares e de vento. "Além disso, em forma de avião, o poste fica mais seguro. São duas fontes de energia alimentando-se ao mesmo tempo, podendo ser instalado em qualquer região e localidade do Brasil e do mundo", esclarece.


Tecnicamente, as asas do avião abrigam células solares que captam raios ultravioletas e infravermelhos por meio do silício (elemento químico que é o principal componente do vidro, cimento, cerâmica, da maioria dos componentes semicondutores e dos silicones), transformando-os em energia elétrica (até 400 watts), que é armazenada em uma bateria afixada alguns metros abaixo. Cumprindo a mesma tarefa de gerar energia, estão as hélices do avião. Assim como as naceles (pás) dos grandes cata-ventos espalhados pelo litoral cearense, a energia (até 1.000 watts) é gerada a partir do giro dessas pás.


Cada poste é capaz de abastecer outros três ao mesmo o tempo. Ou seja, um poste com um "avião" (na verdade um gerador) é capaz de produzir energia para outros dois sem gerador e com seis lâmpadas LEDs (mais eficientes e mais ecológicas, uma vez que não utilizam mercúrio, como as fluorescentes compactas) de 50.000 horas de vida útil dia e noite (cerca de 50 vezes mais que as lâmpadas em operação atualmente; quanto à luminosidade, as LEDs são oito vezes mais potentes que as convencionais). A captação (da luz e do vento) pelo avião é feita em um eixo com giro de 360 graus, de acordo com a direção do vento.


À prova de apagão


Por meio dessas duas fontes, funcionando paralelamente, o poste tem autonomia de até sete dias, ou seja, é à prova de apagão. Ximenes brinca dizendo que sua tecnologia é mais resistente que o homem: "As baterias do poste híbrido têm autonomia para 70 horas, ou seja, se faltarem vento e sol 70 horas, ou sete noites seguidas, as lâmpadas continuarão ligadas, enquanto a humanidade seria extinta porque não se consegue viver sete dias sem a luz solar".



O inventor explica que a idéia nasceu em 2001, durante o apagão. Naquela época, suas pesquisas mostraram que era possível oferecer alternativas ao caos energético. Ele conta que a caminhada foi difícil, em função da falta de incentivo – o trabalho foi desenvolvido com recursos próprios. Além disso, teve que superar o pessimismo de quem não acreditava que fosse possível desenvolver o invento. "Algumas pessoas acham que só copiamos e adaptamos descobertas de outros. Nossa tecnologia, no entanto, prova que esse pensamento está errado. Somos, sim, capazes de planejar, executar e levar ao mercado um produto feito 100% no Ceará. Precisamos, na verdade, é de pessoas que acreditem em nosso potencial", diz.


Mas esse não parece ser um problema para o inventor. Ele até arranjou um padrinho forte, que apostou na idéia: o governo do estado. O projeto, gestado durante sete anos, pode ser visto no Palácio Iracema, onde passa por testes. De acordo com Ximenes, nos próximos meses deve haver um entendimento entre as partes. Sua intenção é colocar a descoberta em praças, avenidas e rodovias.


O empresário garante que só há benefícios econômicos para o (possível) investidor. Mesmo não divulgando o valor necessário à instalação do equipamento, Ximenes afirma que a economia é de cerca de R$ 21.000 por quilômetro/mês, considerando-se a fatura cheia da energia elétrica. Além disso, o custo de instalação de cada poste é cerca de 10% menor que o convencional, isso porque economiza transmissão, subestação e cabeamento. A alternativa teria, também, um forte impacto no consumo da iluminação pública, que atualmente representa 7% da energia no estado. "Com os novos postes, esse consumo passaria para próximo de 3%", garante, ressaltando que, além das vantagens econômicas, existe ainda o apelo ambiental. "Uma vez que não haverá contaminação do solo, nem refugo de materiais radioativos, não há impacto ambiental", finaliza Fernandes Ximenes.


Vento e Sol

Com a inauguração, em agosto do ano passado, do parque eólico Praias de Parajuru, em Beberibe, o Ceará passou a ser o estado brasileiro com maior capacidade instalada em geração de energia elétrica por meio dos ventos, com mais de 150 megawatts (MW). Instalada em uma área de 325 hectares, localizada a pouco mais de cem quilômetros de Fortaleza, a nova usina passou a funcionar com 19 aerogeradores, capazes de gerar 28,8 MW. O empreendimento é resultado de uma parceria entre a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e a empresa Impsa, fabricante de aerogeradores. Além dessa, a parceria prevê a construção de dois outros parques eólicos - Praia do Morgado, com uma capacidade também de 28,8 MW, e Volta do Rio, com 28 aerogeradores produzindo, em conjunto, 42 MW de eletricidade. Os dois parques serão instalados no município de Acaraú, a 240 quilômetros de Fortaleza.Se no litoral cearense não falta vento, no interior o que tem muito são raios solares. O calor, que racha a terra e enche de apreensão o agricultor em tempos de estiagem, traz como consolo a possibilidade de criação de emprego e renda a partir da geração de energia elétrica. Na região dos Inhamuns, por exemplo, onde há a maior radiação solar de todo o país, o potencial é que sejam produzidos, durante o dia, até 16 megajoules (MJ - unidade de medida da energia obtida pelo calor) por metro quadrado.

Essa característica levou investidores a escolher a região, especificamente o município de Tauá, para abrigar a primeira usina solar brasileira. O projeto está pronto e a previsão é que as obras comecem no final deste mês (abr10). O empreendimento contará com aporte do Fundo de Investimento em Energia Solar (FIES), iniciativa que dá benefícios fiscais para viabilizar a produção e comercialização desse tipo de energia, cujo custo ainda é elevado em relação a outras fontes, como hidrelétricas, térmicas e eólicas.

A usina de Tauá será construída pela MPX (empresa do grupo EBX, de Eike Batista) e inicialmente foi anunciada com uma capacidade de produção de 50 MW, o que demandaria investimentos superiores a US$ 400 milhões. Dessa forma, seria a segunda maior do mundo, perdendo apenas para um projeto em Portugal. No entanto, os novos planos da empresa apontam para uma produção inicial de apenas 1 MW, para em seguida ser ampliada, até alcançar os 5 MW já autorizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Os equipamentos foram fornecidos pela empresa chinesa Yingli.


Segundo o presidente da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), Antônio Balhmann, essa ampliação dependerá da capacidade de financiamento do FIES. Aprovado em 2009 e pioneiro no Brasil, o fundo pagaria ao investidor a diferença entre a tarifa de referência normal e a da solar, ainda mais cara. "A energia solar hoje é inviável financeiramente, e só se torna possível agora por meio desse instrumento", esclarece. Ao todo, estima-se que o Ceará tem potencial de geração fotovoltaica de até 60.000 MW.


Também aproveitando o potencial do estado para a energia solar, uma empresa espanhola realiza estudos para definir a instalação de duas térmicas movidas a esse tipo de energia. Caso se confirme o interesse espanhol, as terras cearenses abrigariam as primeiras termossolares do Brasil. A dimensão e a capacidade de geração do investimento ainda não estão definidas, mas se acredita que as unidades poderão começar com capacidade entre 2 MW a 5 MW.

Bola da vez


De fato, em todas as partes do mundo, há esforços cada vez maiores e mais rápidos para transformar as energias limpas na bola da vez. E, nesse sentido, números positivos não faltam para alimentar tal expectativa. Organismos internacionais apontam que o mundo precisará de 37 milhões de profissionais para atuar no setor de energia renovável até 2030, e boa parte deles deverá estar presente no Brasil. Isso se o país souber aproveitar seu gigantesco potencial, especialmente para gerar energias eólica e solar. Segundo o Estudo Prospectivo para Energia Fotovoltaica, desenvolvido pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), o dever de casa no país passa, em termos de energia solar, por exemplo, pela modernização de laboratórios, integração de centros de referência e investimento em desenvolvimento de tecnologia para obter energia fotovoltaica a baixo custo. Também precisará estabelecer um programa de distribuição de energia com sistemas que conectem casas, empresas, indústria e prédios públicos.


"Um dos objetivos do estudo, em fase de conclusão, é identificar as oportunidades e desafios para a participação brasileira no mercado doméstico e internacional de energia solar fotovoltaica", diz o assessor técnico do CGEE, Elyas Ferreira de Medeiros. Por intermédio desse trabalho, será possível construir e recomendar ações estratégicas aos órgãos de governo, universidades e empresas, sempre articuladas com a sociedade, para inserir o país nesse segmento. Ele explica que as vantagens da energia solar são muitas e os números astronômicos. Elyas cita um exemplo: em um ano, a Terra recebe pelos raios solares o equivalente a 10.000 vezes o consumo mundial de energia no mesmo período.


O CGEE destaca, em seu trabalho, a necessidade de que sejam instituídas políticas de desenvolvimento tecnológico, com investimentos em pesquisa sobre o silício e sistemas fotovoltaicos. Há a necessidade de fomentar o desenvolvimento de uma indústria nacional de equipamentos de sistemas produtivos com alta integração, além de incentivar a implantação de um programa de desenvolvimento industrial e a necessidade de formação de profissionais para instalar, operar e manter os sistemas fotovoltaicos.


Fonte: Revista Fiec

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Sobre o fim da anestesia na doação de sangue

Depois que o Hemosc se mudou do Hospital Santa Isabel para a Rua Theodoro Holtrup, ele vem solicitando doação de sangue constantemente porque depois da mudança de local caiu muito o número das doações. Na verdade , ouvi muitas reclamações das pessoas a respeito do atendimento no local e os principais motivos dados pela população para a queda no número de doações são:

1. O horário de atendimento (horário comercial).
2. Poucos atendentes e, como consequência, demora no atendimento.
3. Suspensão da aplicação de anestesia pré-doação.

Bom, com relação aos dois primeiros itens eu não me sentia no direito de opinar porque não tinha conhecimento da situação. Minhas críticas recaíram sobre o terceiro item, achando um absurdo tirar a anestesia da galera. Minha fala era: Como é que eles querem que a quantidade de doações não diminua?

O fato é que hoje eu descobri que também estava falando sem conhecimento de causa. Na seção de CARTAS do Jornal de Santa Catarina, saiu uma resposta que pode nos esclarecer:

"DOAÇÃO DE SANGUE

Em relação à carta de Mario Schiochet Júnior (Santa, 18 de julho), criticando a não aplicação de anestesia na doação de sangue, o Hemosc esclarece: anestesia pré-doação de sangue pode causar contaminação de bactérias na bolsa coletada, colocando em risco o receptor. E há o risco de reação alérgica à xilocaína no doador. Para garantir a segurança transfusional e do doador, e seguindo orientação do Ministério da Saúde, o Hemosc não faz a anestesia. Contamos com a solidariedade e o entendimento da comunidade, para que continue a doar sangue, mantendo os estoques de segurança e salvando vidas.

Rodolfo João Ramos
Gerente técnico do Hemosc"

Taí a explicação que o pessoal precisava (inclusive eu). Espero que este esclarecimento faça com que as pessoas voltem a fazer sua doação, ajudando a salvar vidas!

Lição do dia: não emitir opinião quando você não tem conhecimento dos fatos.

Caso da puxada de Cavalos em Pomerode - SC

Eis a matéria que saiu no Jornal de Santa Catarina. Continuarei acompanhando o caso e comentando aqui no blog. Torço para que os imbecis que maltratam animais e agridem mulheres sejam punidos.

Justiça marca audiência sobre agressões durante puxada de cavalos em Pomerode

Organizadores da puxada foram indiciados por lesão corporal

A Justiça marcou para 20 de setembro a primeira audiência sobre o caso das agressões a defensores dos animais ocorridas durante uma puxada de cavalos, em abril deste ano, em Pomerode, no Vale do Itajaí.

A juíza Iraci Satomi Kuraoka Schiocchet, da comarca de Pomerode, acatou a denúncia do Ministério Público e indiciou os irmãos Miro Just e Ivo Just, organizadores da puxada, por lesão corporal.

As intimações para comparecimento na audiência começaram a ser enviadas terça-feira. Os indiciados e vítimas devem ser ouvidos.

A juíza também determinou que o processo retornasse à Delegacia de Polícia de Pomerode para novas investigações, atendendo ao requerimento da promotora Patrícia Dagostin Tramontin, que está cuidando do caso.

A polícia foi informada na quarta-feira sobre o pedido da juíza e terá cinco dias para a conclusão dos novos procedimentos.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

O resultado

Resolvi fazer a receita de chocolate quente com nutella que postei aqui outro dia sob o título de "Dica calórica para aproveitar o inverno". Resultado: ficou bom, porém muito doce para o meu gosto. Eu não sou nenhuma "expert" na cozinha, mas vou me arriscar a dar algumas dicas:

1. A receita dá para duas pessoas. Achando que era pouco, fiz a burrada de dobrar as quantidades. Se você estiver em 2, não faça isto, siga exatamente a receita.

2. Se você não gosta de coisas MUITO doces, não coloque tanta nutella. Talvez 1,5 colher seja o suficiente.

3. Como fiz muito chocolate, coloquei a sobra na geladeira e tomei no dia seguinte. Gostei mais da receita gelada do que quente.

Vou fazer novamente, mas seguindo estas recomendações. E vou beber BEM gelado porque fica muito melhor!!!

Como as mulheres interpretam as notícias do futebol - 5

Delegacias especializadas em proteção animal

Eis o e-mail que recebi:

Olá!

É com orgulho que comunicamos que a meta de 50.000 assinaturas solicitando a criação de delegacias especializadas em crimes contra animais em São Paulo foi atingida em apenas 9 dias. Devemos isso a todos vocês que assinaram e divulgaram o apelo que faremos ao Governador de São Paulo.

Manteremos, mesmo com a meta atingida, a página no ar até o dia 31 de julho, conforme o plano inicial. Sabemos que quanto mais assinaturas, maiores serão as chances de termos nosso apelo atendido.

Convidamos você a continuar divulgando. Se cada pessoa que assinou conseguir somente mais uma assinatura de um amigo ou parente, passaremos de 100.000 assinaturas, o que dará muita força ao pedido.

Basta divulgar pedindo que as pessoas entrem em http://www.cao.com.br e assinem.

Novamente, obrigado a todos.

Clube dos Vira-Latas

terça-feira, 20 de julho de 2010

Dia do amigo

Recebi da minha amiga Viviane e divido com vocês.

ENTRE AMIGOS
12 de abril de 1999


Para que serve um amigo? Para rachar a gasolina, emprestar a prancha, recomendar um disco, dar carona pra festa, passar cola, caminhar no shopping, segurar a barra. Todas as alternativas estão corretas, porém isso não basta para guardar um amigo do lado esquerdo do peito.

Milan Kundera, escritor tcheco, escreveu em seu último livro, "A Identidade", que a amizade é indispensável para o bom funcionamento da memória e para a integridade do próprio eu. Chama os amigos de testemunhas do passado e diz que eles são nosso espelho, que através deles podemos nos olhar. Vai além: diz que toda amizade é uma aliança contra a adversidade, aliança sem a qual o ser humano ficaria desarmado contra seus inimigos.

Verdade verdadeira. Amigos recentes custam a perceber essa aliança, não valorizam ainda o que está sendo contruído. São amizades não testadas pelo tempo, não se sabe se enfrentarão com solidez as tempestades ou se serão varridos numa chuva de verão. Veremos.

Um amigo não racha apenas a gasolina: racha lembranças, crises de choro, experiências. Racha a culpa, racha segredos.

Um amigo não empresta apenas a prancha. Empresta o verbo, empresta o ombro, empresta o tempo, empresta o calor e a jaqueta.

Um amigo não recomenda apenas um disco. Recomenda cautela, recomenda um emprego, recomenda um país.

Um amigo não dá carona apenas pra festa. Te leva pro mundo dele, e topa conhecer o teu.

Um amigo não passa apenas cola. Passa contigo um aperto, passa junto o reveillon.

Um amigo não caminha apenas no shopping. Anda em silêncio na dor, entra contigo em campo, sai do fracasso ao teu lado.

Um amigo não segura a barra, apenas. Segura a mão, a ausência, segura uma confissão, segura o tranco, o palavrão, segura o elevador.

Duas dúzias de amigos assim ninguém tem. Se tiver um, amém.

Direto do túnel do tempo

O Amor e o Poder, da Rosana.
É velha, pode ser brega, mas eu gosto desta música. O tecladinho denuncia: totalmente anos 80. Assisti este vídeo pela primeira vez no Fantástico. Fiquei impressionada com esta mulher vestida de preto cantando que era uma deusa e nunca me esqueci da pantera negra. Como diz o ditado: recordar é viver!


segunda-feira, 19 de julho de 2010

Quer ser um voluntário?

Se você mora em São Paulo, esta é sua oportunidade! Porém, se você é de outro local e gostaria de ajudar, entre em contato com o CVV mais pŕoximo de sua região!

O Centro de Valorização da Vida, através do seu programa de apoio emocional e prevenção do suicídio – CVVWEB – realizará no próximo dia 14de Agosto curso gratuito para novos voluntários destinados a atendimento pela Internet.

No dia do evento que é no dia 14/08/2010. será apresentada a filosofia da entidade e a forma de conduta a ser seguida pelo voluntário.

Requisitos: ter mais de 18 anos; possuir computador com banda larga e ter disponibilidade para um plantão semanal de 3 horas de duração a ser realizada na própria residência, disposição para ajudar o próximo e abertura para o autoconhecimento.

Local: Av. Brigadeiro Luis Antonio 4.348 (três quadras abaixo da Av. Brasil);

Horário: das 13h30 às 17h30.

Local de fácil acesso a pessoas com dificuldades de locomoção

Inscrições pelo site: www.cvvweb.org.br

Para maiores informações acesse o link “Fale Conosco” do site acima.

Gentileza Gera Gentileza


Que tal ajudar?



sexta-feira, 16 de julho de 2010

Dica calórica para aproveitar o inverno


Chocolate quente com nutella

Ingredientes:
50 ml de creme de leite fresco ou em lata
70 g de chocolate meio amargo
2 colheres (sopa) de nutella
150 ml de leite

Modo de Preparo:
Aqueça o creme de leite, adicione o chocolate meio amargo até formar um creme homogêneo. Reserve. Ferva o leite, retire do fogo e acrescente o creme de chocolate. Adicione a nutella e mexa bem.

Sugestão: servir com canela.

Só chamando o Mr. M para entender...

video

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Chico e Priscila



O Chico e a Priscila são os dois cachorros que adotamos. O Chico veio primeiro: apareceu todo machucado, cuidamos dele e está até hoje conosco. Isto faz uns 10 anos. A Priscila veio alguns anos depois: encontrei esta simpática cachorrinha pulando na porta de uma confeitaria perto do meu trabalho. Sempre passava a pé ali na frente e um dia quando estava voltando para a casa vi a Priscila pulando. Fui chegando perto dela e quando ela me viu, deitou de barriga para cima abanando o rabo. Além disto, ela é um pouquinho vesga. Não resisti e levei-a para casa. Hoje ela faz companhia para o Chico e um não vive sem o outro. Quando está muito frio, enrolamos os dois em cobertores e eles ficam ali quietinhos, dormindo. Tirei estas fotos hoje: eu fico com um pouco de inveja deles, você também não fica?

PRISCILA



CHICO

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Biblioteca de São Paulo

Fiquei devendo o restante das fotos do passeio que eu e o Rafa fizemos em São Paulo. O último lugar visitado foi a Biblioteca de São Paulo, que foi construída onde estava o presídio Carandiru. Para chegar lá é só pegar o metrô com destino a estação Carandiru. Você chega num pátio grande e bonito, cheio de gente andando de patins, bicicleta e skate.
O prédio da Biblioteca é muito bonito e moderno. Na verdade, a Biblioteca toda é moderna. Se você levar um comprovante de residência é possível fazer sua carteirinha na hora e já sair dalí com algum livro emprestado! Além disto, há muitos computadores para navegar na web e assistir filmes. Quem é portador de alguma dificuldade visual pode contar com o auxílio de equipamentos e computadores que ajudam na leitura. Outra coisa legal para os "tarados" de plantão é uma área só com livros eróticos (rs)!
As crianças têm espaço privilegiado: todo o primeiro andar da Biblioteca é dedicado a elas.
Havia muitas pessoas aproveitando o espaço da biblioteca: crianças lendo e brincando nos computadores, muita gente estudando, várias pessoas assistindo filmes e algumas assistindo apresentações de música (num espaço amplo destinado a eventos).
Gostei muito do lugar, mas recomendo visitar durante o dia. À noite o local fica um pouco estranho e talvez, um pouco perigoso.
Quem quiser informações sobre a programação, pode acessar o site ou o blog da Biblioteca, cujos links estão divulgados aqui no Blogue.







segunda-feira, 12 de julho de 2010

Va Pensiero

Os fragorosos aplausos com que o público do Teatro Alla Scala de Milão consagrou, a 9 de março de 1842, o Coro dos Escravos Hebreus durante a estreia da ópera Nabucco asseguraram a seu autor, Giuseppe Verdi (1813-1901), um lugar definitivo no panteão dos grandes compositores italianos. Com muitas liberdades históricas, o argumento de Nabucco fala dos judeus arrastados em cativeiro para a Babilônia sob o jugo de Nabucodonosor. Quando o coro lançou os primeiros acordes daquela melodia tão simples quanto sublime, cantando as palavras Va pensiero sull’ali dorate (Vai pensamento, sobre asas douradas), uma espécie de fagulha espiritual percorreu a plateia.

A Itália atravessava um momento histórico crucial. Não existia ainda como nação, era fragmentada em vários estados. A Lombardia, região da qual Milão era a capital, encontrava-se sob a férrea dominação do Império Austríaco. O anseio popular pela libertação, que logo mais se refletiria nas árduas batalhas do "risorgimento", o movimento pela unificação italiana, era forte e genuíno. O público que lotava a sala do velho teatro naquela noite mágica identificou imediatamente os sofrimentos dos judeus, cuja pátria fora invadida e dominada pelos babilônios, com a humilhação que os milaneses eram obrigados a padecer sob os austríacos. A partir desta metáfora, Va Pensiero tornou-se o símbolo musical do risorgimento e é, ainda hoje, o hino da liberdade de todos os povos.




Va Pensiero

Va', pensiero, sull'ali dorate.
Va', ti posa sui clivi, sui coll,
ove olezzano tepide e molli
l'aure dolci del suolo natal!
Del Giordano le rive saluta,
di Sionne le torri atterrate.
O mia Patria, sì bella e perduta!
O membranza sì cara e fatal!
Arpa d'or dei fatidici vati,
perché muta dal salice pendi?
Le memorie del petto riaccendi,
ci favella del tempo che fu!
O simile di Solima ai fati,
traggi un suono di crudo lamento;
o t'ispiri il Signore un concento
che ne infonda al patire virtù
che ne infonda al patire virtù
al patire virtù!


Vá pensamento

Vá, pensamento, sobre as asas douradas
Vá, e pousa sobre as encostas e as colinas
Onde os ares são tépidos e macios
Com a doce fragrância do solo natal!
Saúda as margens do jordão
E as torres abatidas do sião.
Oh, minha pátria tão bela e perdida!
Oh lembrança tão cara e fatal!
Harpa dourada de desígnios fatídicos,
Porque você chora a ausência da terra querida?
Reacende a memória no nosso peito,
Fale-nos do tempo que passou!
Lembra-nos o destino de jerusalém.
Traga-nos um ar de lamentação triste,
Ou o que o senhor te inspire harmonias
Que nos infundam a força para suportar o sofrimento.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Bebida x Direção

Recebi o e-mail abaixo de um amigo. É uma campanha sobre bebida x direção. Na minha humilde opinião, acho que seria muito mais eficaz que a pessoa que fosse pega dirigindo embriagada fosse presa, sem direito a fiança. Suspensão da carteira não é uma punição suficiente pois muitos continuam a dirigir mesmo sem o documento. Estas pessoas causam um mal tremendo a sociedade e um tempo na prisão talvez as fizesse refletir melhor sobre a gravidade do seu ato.
Eis a mensagem:

Uma boa campanha não só para a época de Natal mas para todos os momentos: finais-de-semana, carnaval, oktoberfest, jantar na pizzaria, esquentas, aniversários, festivais, almoço com a família, jogos da Copa, clube, e por aí afora.

Uma das maiores empresas de marketing do mundo resolveu passar uma mensagem para todos, através de um vídeo criado pela TAC (Transport Accident Commission) e que teve um efeito drástico na Inglaterra. Depois desta mensagem, 40% da população do país deixou de usar drogas e se alcoolizar pelo menos nas datas comemorativas. Este filme teve como tema o Natal, épocaem que todos se encontram com suas famílias, amigos, namorados, etc. Infelizmente, não temos este tipo de iniciativa aqui no Brasil. 


22ª Feira da Amizade

Sugestão de programa para o final de semana: visitar a Feira da Amizade. Tem muito artesanato e muita comida boa!!!
Dias: 09/7 - das 18h30 às 22h.
10/7 - das 9h às 22h.
11/7 - das 9h às 14h30
Local: Parque Vila Germânica (Blumenau).
Entrada gratuita.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Uma aventura nos ares


Ontem fiz minha viagem de Campinas para Blumenau. Resolvi viajar de avião porque é mais rápido e mais seguro do que viajar de ônibus (tenho medo de acidente na estrada e de assalto). Além disto, a passagem estava mais barata que a passagem de ônibus. Outro motivo forte é o fato de que desde pequena eu sempre gostei de voar. Por muitos anos meu sonho foi ser comissária de bordo, e confesso que ainda hoje não sei por que não fui atrás deste sonho.

Enfim, ontem foi dia de voar e eu não tinha a mínima idéia das emoções que iria enfrentar. Um vôo de Campinas a Navegantes dura, em média, uns 45 minutos. De Navegantes a Blumenau vão mais uns 50 minutos. Meu vôo saía às 11h20, o que me obrigou a acordar às 7h45 (depender de ônibus é assim...) e deveria chegar em Navegantes às 12h30. Às 13h30 eu já deveria estar em Blumenau.

Viajei de AZUL por dois motivos: era o preço mais barato e o vôo saía de Campinas e não de São Paulo. O meu vôo era o 4162 com destino a Porto Alegre e escala em Navegantes. Tudo estava indo muito bem. Comi batata chips, tomei um suco e estava assistindo o programa "Irritando Fernanda Young", que estava entrevistando o Lobão, quando começamos o procedimento para aterrissar em Navegantes. Quanto estávamos quase tocando o solo o avião arremeteu bruscamente e ficou um tempão sobrevoando Navegantes. Quem está acostumado a voar sabe que esta não é uma manobra normal. Isto já tinha acontecido comigo uma outra vez, quando eu era pequena e significava uma coisa: o trem de pouso estava com problemas. Tirei os fones do ouvido e fiquei esperando o comandante se manifestar, o que logo aconteceu.

O comandante deu o seguinte recado de forma clara, calma e tranquila: o avião estava com uma pane hidráulica que eles estavam tentando resolver. Caso não conseguissem, iríamos para Porto Alegre pois o aeroporto de lá teria mais condições e segurança para lidar com o problema. Para quem tem um pouquinho de experiência, esta fala significa o seguinte: "galera, se o problema continuar vamos ter que ir a Porto Alegre porque aqui em Navegantes não há condições para fazermos um pouso de emergência". Ele salientou para que todos ficassem calmos e que não havia motivos para nos alarmarmos.

Resultado: o povo ficou todo alarmardo. Logo que ele desligou as pessoas começaram a levantar, a ir ao banheiro, a chamar os comissários para pedir água. Diversas vezes os comissários tiveram que pedir para que as pessoas permanecessem sentadas e que ficassem calmas. O comandante também fez novo contato dizendo que entendia a nossa ansiedade mas que não havia motivos para maiores preocupações. Uma senhora de idade começou a passar mal e a comissária solicitou que se tivesse algum médico a bordo que ele se apresentasse pois estavam precisando dos seus serviços. Ainda bem que havia, que ele pôde ajudar e que deu tudo certo. Era só o que faltava alguém morrer em pleno vôo...

Confesso que não fiquei com medo da pane no avião, mas da reação das pessoas. O ser humano é imprevisível e fiquei com medo de acontecer algum tumulto, de as pessoas se desesperarem e prejudicarem ainda mais a situação. Nestas situações não há muito o que fazer. Quando não temos o controle da situação só nos resta confiar nos profissionais que estão ali e ajudar da única forma possível: não atrapalhando.

Depois que o piloto nos informou sobre o problema, ele ficou algum tempo sobrevoando Navegantes e tentou pousar mais uma vez, sem sucesso. Novamente ele fez contato informando que não conseguiram resolver a pane e que teríamos que ir a Porto Alegre. A partir deste momento esqueci da TV e fiquei prestando atenção a tudo o que estava ocorrendo. A primeira coisa que me chamou a atenção foi o comportamento dos comissários. Duas semanas antes desta viagem eu vi uma reportagem na internet sobre esta profissão. Eles mostraram uma simulação de pane no avião, realizada durante os treinamentos de segurança. Todos os procedimentos mostrados nesta reportagem estavam acontecendo, naquele momento, no avião, o que só confirmava as minhas suspeitas de algo grave ocorrendo.

Também comecei a prestar atenção nas reações das pessoas. Tinha uma senhora que estava abraçada ao filho (que deveria ter a mesma idade que eu), de olhos fechados e chorando. Muita gente chamava os comissários para pedir água, mas teve um cara que pediu duas cervejas (se fosse morrer pelo menos morria feliz)!!! Do meu lado tinha uma mãe com a filha de uns 7 anos. A menina assistia tv, conversava e estava alheia ao que acontecia. A mãe a distraía e em nenhum momento alarmou a filha, mas vez ou outra ela olhava para mim com muita preocupação. De vez em quando ela abraçava e beijava a filha. O cara sentando do meu lado dormia.

E eu fiquei pensando sobre a morte: será que seria esta a minha hora? Eu não estava com medo de morrer, mas de sentir dor. Até certo ponto eu estava conformada porque sempre disse que entre ônibus e avião eu preferiria morrer num avião: muito mais chique. Ônibus é pobreza total! Eu estava um pouco triste porque minha última refeição seria um pacote de batata chips: que miséria!!!. Brincadeiras à parte, fiquei pensando na minha vida, nas coisas que eu fiz, nas pessoas que amo e em como elas ficariam se eu morresse. Se fosse aquele meu momento de morrer, eu estava pronta e tranquila. Só estava triste porque ainda teria muita coisa que eu gostaria de fazer mas que teria que ficar para outra oportunidade. Fiquei pensando no porquê de temermos a morte e lembrei-me do texto Temor da Morte, de Allan Kardec, que está no livro "O Céu e o Inferno"(clique para baixar), onde ele aborda as causas deste temor. Enquanto meditava sobre o texto, chegamos a Porto Alegre.

Na hora da aterrissagem todos os sentimentos aumentaram: a senhora abraçada ao filho chorava mais, a mãe abraçava a filha e eu pedia para meu anjo da guarda estar comigo naquela hora. Por fim deu tudo certo e não foi preciso pouso de emergência. Quando o avião tocou o chão as pessoas aplaudiram e gritaram: "Graças a Deus chegamos"!! Aquela mãe abraçou mais uma vez a filha, deu um beijo em seu rosto e enxugou discretamente duas lágrimas. Achei muito prudente da parte dela não ter se desesperado e alarmado a filha. Acho que são coisas que o amor de mãe faz!

Quando desembarcamos a AZUL já havia providenciado nosso embarque num vôo da TAM para Florianópolis. Foi tudo muito rápido: desembarcamos, nos dirigimos ao balcão da TAM, recebemos nossas passagens que já estavam impressas, nos dirigimos ao embarque e entramos no avião. Simplesmente não esperamos nada. Felizmente, neste vôo correu tudo bem e ao chegarmos em Floripa a AZUL já havia providenciado dois ônibus: um para Navegantes e outro para Blumenau. Além disto, como ninguém teve tempo para almoçar a empresa providenciou um misto frio e refrigerante que foram servidos dentro do ônibus.

No caminho para Blumenau, mais uma surpresa: toca meu celular e era uma funcionária da AZUL que ligou para explicar o que ocorreu no vôo. Foi mesmo uma pane no trem de pouso. Ela também pediu desculpas pelo inconveniente e demora da viagem, mas segurança em primeiro lugar e para isto foi necessário ir até Porto Alegre. Falei que entendia a situação e que estava tudo certo. Eu acredito que máquinas podem pifar, mesmo com manutenção regular. Gostei muito do atendimento da companhia aérea. Eles foram muito profissionais, o que me impressionou visto a quantidade de reclamações que há contra as companhias.

A última surpresa foi ao chegar em Blumenau. O motorista do ônibus se recusou a parar na garagem da empresa, onde é o ponto em que todos descem. Ele não conhecia Blumenau direito e foi muito grosso com um senhor que se propôs a mostrar o caminho para ele. O pessoal do ônibus se revoltou porque a maioria não era de Blumenau e todos iriam descer na garagem. Resultado: fui até a cabine do motorista para pergundar onde, afinal, ele iria parar o ônibus. Ele começou a se alterar comigo, mas eu o interrompi e falei alto: O senhor tem a OBRIGAÇÃO de me dizer onde vai parar este ônibus para que eu possa explicar para as pessoas que não são de Blumenau e não conhecem a cidade. O motorista então, baixou a bola e explicou certinho onde ele iria parar. Felizmente era perto da garagem da empresa, o que não acarretava problema para ninguém. Junto com outras pessoas de Blumenau, orientamos o pessoal e cada um pode seguir viagem tranquilamente. No final deu tudo certo. A única coisa foi que me atrasei um pouco para chegar: cheguei em Blumenau às 18h45.

PS1: Não ganhei absolutamente nada para falar da AZUL
PS2: Dica - sempre viaje de tênis. Salto alto nem pensar. Carregar mala de salto é a maior furada. Muitas vezes o aeroporto é grande e temos que andar rápido de um local a outro. O salto só atrapalha. Tinha uma menina que tava com um saltão e que, ao chegar em Blumenau, nem conseguia mais andar. Além disto, em caso de emergência no avião, provavelmente você terá que tirar o salto. Já pensou ficar descalça numa situação adversa? É só mais uma coisa para se preocupar.

terça-feira, 6 de julho de 2010

ONGs promovem abaixo assinado em prol dos animais


A primeira delegacia de proteção animal do estado de São Paulo surgiu em Campinas e agora é a vez da capital ter uma unidade policial especializada em fazer cumprir as leis existentes em favor dos animais. A iniciativa é do Clube dos Vira-latas e já conta com o apoio do deputado Celso Giglio que encaminhou um pedido oficial ao Governador. Até o dia 30/julho de 2010 a ONG espera registrar 50 mil assinaturas e entregar em mãos ao governador do estado de São Paulo em exercício Alberto Goldman, que está substituindo José Serra por conta da candidatura do mesmo à presidência da república. Acesse e assine: www.cao.com.br

sábado, 3 de julho de 2010

Histórias de superação Animal

Recebi via twitter, só para variar, uma reportagem sobre uma égua que após sobreviver a um furacão e ao amputamento de uma pata, hoje serve de exemplo de superação para pessoas que estão em dificuldade. A inteligência e sensibilidade deste animal impressionam. A reportagem é muito legal e vale a pena ser lida.
Se tiver interesse, clique aqui!

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Indústria do atum rumo à falência

Foi pelo motivo abordado na reportagem que novamente parei de comer atum. Já tinha parado por um tempo por outra questão: a morte de golfinhos durante a pesca desse peixe.
Agora parei novamente até que resolvam pescar de forma sustentável. Eu sou só uma, mas acredito que cada um deva fazer sua parte. Eu estou fazendo a minha de acordo com aquilo que acho correto. De qualquer forma, vale a pena ler o artigo para entender o que está acontecendo.

Quem disse que estudar não vale a pena?

E você achando que seu curso de datilografia não servia mais para nada, hein?



Para mais informações, clique aqui!

Link útil 4

Em Brasília, 19 horas...